Gestão de Carreira e Competências | Alienação ou Inteligência? - Por Marcelo Veras

Artigo

28 Outubro, 2019

"Você já fez uma experiência temporária de alienação?"

Sou curioso, muito curioso. Acho que esta é uma das principais razões que explicam parte do que aconteceu na minha carreira. Só depois que me formei, 3 multinacionais, uma empresa familiar e, por fim, a minha própria empresa, morei em 13 cidades e já fiz 32 mudanças de endereço. Praticamente um nômade. Tudo isso em 25 anos. Quando me perguntam o porquê de tantas experiências diferentes, sempre respondo: "Curiosidade". Sabe aquela vontade de conhecer novos horizontes, novas pessoas e novos mercados? Pois é, isso me fascina. Sempre que convidaram para um novo desafio e o achei válido, fui. Não me arrependo de nenhum movimento que fiz e aprendi muito com todos eles.

Recentemente, em um evento de um grupo que participo na AMCHAM Campinas, um presidente de uma grande empresa, que foi o orador na reunião, falava sobre o momento do país, as expectativas para 2020, os desafios e as dificuldades de retomarmos o nosso crescimento econômico. Ao final da sua fala, que foi, por sinal, muito otimista e recheada de bons resultados da sua empresa e boas expectativas em relação ao futuro do Brasil, ele disse uma coisa que foi muito provocativa e despertou um dos meus maiores instintos - a curiosidade. Disse ele: "Sabe o que eu acho? Acho que nós temos que ver menos TV, ler menos jornais, acessar menos às redes sociais e participar menos de discussões. Garanto  vocês. Faço isso há algum tempo e vale muito a pena. Atribuo grande parte do nosso sucesso, mesmo nos momentos em que tudo jogava contra, à nossa postura de não querer ouvir sobre problemas e nos focar em fazer as coisas acontecerem".

Saí daquela reunião pensando com meus botões. Será? Logo eu, que quero saber de tudo, será que consigo ficar uns dias sem assistir ao jornal da noite, ouvir rádios de notícia ou ver como está o bate-boca nas redes sociais sobre temas polêmicos?

Pois bem, depois de refletir um pouco, decidi. "Vou testar"! E assim o fiz. Passei 3 semanas praticamente fora da realidade. Reduzi em 90% o meu acesso a notícias, redes sociais, jornais, comentaristas políticos, econômicos e por aí vai. Confesso que os primeiros dias não foram tão fáceis. De vez em quando, me via bisbilhotando notícias como aquele que faz uma dieta mas vai furtar a geladeira no meio da madrugada. Depois de alguns dias, entrei no automático e entrei de cabeça na experiência. E lhe digo somente uma coisa - foi mágico! Produzi bastante, criei coisas novas, planejei 2020, li artigos e livros que estavam na lista e nunca eram tocados, fiz mais atividades físicas e, principalmente, me senti mais leve.

Obviamente, não virei um lunático alienado. Sabia sim do que se passava e dos grandes fatos, mas muito por cima, sem me aprofundar e, principalmente, perder tempo entrando em discussões que não levam a nada.

Portanto hoje me sinto, depois de ter vivido pessoalmente a experiência, à vontade para lhe fazer este convite. Faça também esta experiência e depois me conte como foi. Eleja 3 semanas e reduza o seu nível de acesso a informações (principalmente as ruins) em 90%. No mínimo você fará um "detox" e voltará mais leve. No trabalho, faça o mesmo. Dê um tempo e fique longe de pessoas negativas, das rodinhas de conversa que ficam reclamando do chefe e da empresa, e foque no que tem que fazer e, principalmente, nas coisas boas e que produzam resultados. Se acontecer com você o que aconteceu comigo, sabe o que vai acontecer? Você vai colocar na agenda para fazer isso algumas vezes no ano. Até o próximo!