Pós-graduação

Direitos das Mulheres e Práticas para uma Advocacia Feminista

Mensais de:

R$ 442,00

Gostou do curso?




OBJETIVO GERAL: 


O objetivo geral da pós graduação é difundir o conhecimento sobre os direitos das mulheres, a partir das diversas áreas do direito, e preparar os alunos para exercerem a atividade profissional da advocacia nos casos que envolvam mulheres com competência, maestria, dignidade e respeito.

Trata-se de um projeto absolutamente inovador que contará com professoras extremamente renomadas no meio jurídico e/ou acadêmico e que atuam na luta pela garantia dos direitos das mulheres no Brasil.


OBJETIVOS ESPECÍFICOS:


Dentre os objetivos específicos, apontam-se:

1.Discussões sobre temas importantes e casos práticos no âmbito dos direitos das mulheres a fim de promover o desenvolvimento de um pensamento crítico e humanizado;

2. elaboração das principais peças no afã de que o aluno esteja preparado para lidar com as diversas demandas profissionais nas diferentes áreas afetas às mulheres;

3. ensinamento de técnicas argumentativas e de atendimento que respeitem a dignidade das mulheres e, consequentemente, não as revitimizem.


ESPAÇO DAS AULAS:

 
Presencial ou online (100% ao vivo), a escolha da aluna. Todas as aulas ficarão gravadas por 7 dias (após a realização da aula).


CERTIFICAÇÃO:

Cursos reconhecidos pelo MEC. Os cursos de Pós-Graduação são realizados no Curso Proordem Santos | ESD - ESCOLA SUPERIOR DE DIREITO, com toda a responsabilidade técnica e acadêmica da Unità Faculdade.


e-MEC


DOCUMENTOS PARA MATRÍCULA:

Ficha de inscrição devidamente preenchida;

Cópia do RG;

Cópia do CPF;

Cópia do Comprovante de Endereço;

Cópia do Histórico Acadêmico do Ensino Superior

Cópia autenticada (frente e verso) do diploma do curso superior;

1 foto 3x4 recente.



Turma(s)

Direitos das Mulheres e Práticas para uma Advocacia Feminista

DADOS GERAIS:

 
Início: 13 de março de 2021

Duração prevista: 18 meses

Dias das aulas: sábados quinzenais

Horário das aulas: 9 às 18 horas, com intervalo de 1 hora para almoço (13 às 14 horas)

Todas as aulas serão AO VIVO E ONLINE pela plataforma ZOOM

Público alvo

PÚBLICO ALVO: Advogadas, Estudantes, Bacharéis em Direito e em qualquer outro Curso Superior que tenham interesse na Defesa dos Direitos Humanos das Mulheres. 

Metodologia

Aulas teóricas sobre os Direitos das Mulheres, com discussões de casos práticos, e aulas práticas voltadas para a advocacia.

Investimento

Valores: R$ 442,00 taxa de inscrição + 23 parcelas de R$ 442,00.


Formas de pagamento: cartão de crédito recorrente (não utiliza o limite) ou boleto.

Em caso de boleto, entre em contato pelo whatsapp (13) 99123-7188

A primeira parcela poderá ser para o dia 10, 20 ou 30 de dezembro de 2020.

A taxa de inscrição precisa ser paga no ato da matrícula!


Qualquer dúvida entre em contato Proordem ESD Santos - Tel.: (13) 99123-7188

Grade

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

 

MÓDULO 1

Direitos Humanos das Mulheres

Vertentes, conceitos e lutas do movimento feminista

Teoria Feminista do Direito

Raça e interseccionalidades: atravessamentos de opressões

Criminologia Feminista

Encarceramento feminino

Lei Maria da Penha: legislação, jurisprudência, discussões de casos práticos e

elaboração das principais peças

Justiça Restaurativa e violência doméstica

Feminicídio: legislação, jurisprudência, discussões de casos práticos e elaboração das principais peças

Direitos sexuais e reprodutivos das mulheres. Aborto: legislação, jurisprudência, discussões de casos práticos

Parto humanizado e violência obstétrica: legislação, discussões de casos práticos, atendimento às vítimas de violência obstétrica e elaboração das principais peças

Cultura do estupro e violências sexuais: legislação, jurisprudência, casos práticos e elaboração das principais peças

As violências contra as mulheres na internet: legislação, jurisprudência, casos práticos e elaboração das principais peças

  

MÓDULO 2

Mulheres e direito de família: aspectos introdutórios, casamento e regime de bens, elaboração das principais peças, discussões de casos práticos, jurisprudência e legislação

Mulheres e direito de família: união estável e dissolução da união estável, elaboração das principais peças, jurisprudência, discussões de casos práticos e legislação

Mulheres e direito de família: divórcio e regime de bens, elaboração das principais peças, jurisprudência, discussões de casos práticos e legislação

Mulheres e direito de família: alimentos, guarda, visitas, elaboração das principais peças, discussões de casos práticos, jurisprudência e legislação

Mulheres e direito de família: ECA, abandono afetivo e alienação parental, elaboração das principais peças, discussões de casos práticos, jurisprudência e legislação

Direitos trabalhistas das mulheres: legislação, jurisprudência, discussões de casos práticos e elaboração das principais peças

Direitos previdenciários das mulheres: legislação, jurisprudência, discussões de casos práticos e elaboração das principais peças

Formalização de empreendimentos e sociedades como instrumento de empoderamento feminino

Mulheres e direito à saúde: legislação, jurisprudência, discussões de casos práticos e elaboração das principais peças

A saúde e o enfrentamento à violência contra as mulheres

O atendimento às mulheres vítimas de violência na cidade de Santos/SP

 

MÓDULO 3

Direito eleitoral e participação das mulheres na política

Mulheres e direito à moradia

Mulheres com deficiência

Mulheres em situação de prostituição

Mulheres em situação de rua

Tráfico internacional de mulheres

Mulheres em situação de refúgio

Mulheres LGBT e advocacia

Política de enfrentamento à violência contra as mulheres: atuação do Ministério Público e Judiciário

Política de enfrentamento à violência contra as mulheres: atuação da polícia e políticas públicas e serviços

Advocacia Feminista

Violações de Direitos Humanos das mulheres e métodos de acessar os mecanismos de proteção

Movimentos sociais na linha de frente contra a violência contra as mulheres

 

+ AULA BÔNUS

Coordenador (a)

Isabela Rocha Laragnoit De Martino

Advogada, professora na área do direito, pesquisadora sobre encarceramento feminino, mestra em Direito Ambiental e Sustentabilidade pela Universidade Católica de Santos, com a dissertação "Meio ambiente natural e artificial: interfaces com o meio ambiente carcerário no aprisionamento de mulheres no Brasil". Criadora e coordenadora do Grupo de Estudos em Direitos das Mulheres, secretária da Comissão da Mulher Advogada da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) - subseção de Santos e integrante do Grupo de Estudos, Pesquisa e Extensão em Sociedade Punitiva, Justiça Criminal e Direitos Humanos da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) e dos Grupos de Pesquisa intitulados "Mediação para solução de conflitos socioambientais", "Regimes e tutelas constitucionais, ambientais e internacionais" e "Direitos Humanos e Vulnerabilidades", todos da Universidade Católica de Santos.

Expandir

Docentes e Convidados

Amarilis Costa

Advogada, Mestra em Ciências Humanas pela Universidade de São Paulo - USP.  Presidente da Comissão de Graduação, Pós Graduação e Pesquisa da OAB-SP , Presidente da Comissão de Igualdade Racial da Subseção do Tatuapé, Membra Executiva das Comissões da Mulher Advogada, de Igualdade Racial, e de Política Criminal e Penitenciária da OAB Seccional São Paulo. Pesquisadora do GEPPIS - EACHUSP.

Amélia Teles

Feminista, bacharel em direito e educadora popular em direitos, coordenadora do Projeto Promotoras Legais Populares, integrante da União de Mulheres de São Paulo  e coordenadora do Projeto Maria, Marias,  que visa a  formação de profissionais para serviços de atendimento às mulheres em situação de violência, projeto em parceria com o IBCCrim - Instituto Brasileiro de Ciências Criminais. Integrante da Comissão de Familiares de Mortos e Desaparecidos Políticos. Escritora, com vários livros e artigos publicados.

Expandir

Ana Lúcia Dias da Silva

Advogada, especialista em Contratos de Infraestrutura pela Fundação Getúlio Vargas, pós graduanda do Curso de Direitos Humanos, Responsabilidade social e cidadania global da PUC-RS. Membra da Comissão da Mulher Advogada da OAB/SP, membra do Colegiado da REHUNA - Rede Pela Humanização do Parto e Nascimento e membra da DeFEMde  - Rede Feminista de Juristas. Ativista dos Direitos Humanos, sexuais e reprodutivos das mulheres, advocacia em esfera em esfera pública e privada, em âmbito nacional e internacional. Participou da equipe de construção e implantação do Programa Todas In-Rede da Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência do Estado de São Paulo.

Expandir

Ana Paula Fuliaro

Doutora em Direito do Estado pela Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (FDUSP). Bacharel em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (FDUSP). Professora na Universidade Católica de Santos - UNISANTOS. Autora do livro "Democracia na América Latina: alternância do poder". Membro do Comitê Científico da Revista Eletrônica de Direito Eleitoral e Sistema Político - ReDESP da Escola Judiciária Eleitoral Paulista - EJEP. Advogada sócia de Fidalgo Advogados, atuando nas áreas de Direito Constitucional, Direito Administrativo e Direito Eleitoral.

Expandir

Camila Marques Gilberto

Advogada, sócia do escritório Marques Gilberto & Barreto Advogados Associados, localizado na cidade de Santos. Mestre em Direito Internacional pela Universidade Católica de Santos. Mestre em Direito pela University College of London (2007). Professora do curso de graduação em Direito na Universidade Católica de Santos, na disciplina de Direito da Seguridade Social. Coordenadora do curso de Pós Graduação em Direito Previdenciário e Processo Previdenciário da Universidade Católica de Santos. Professora de cursos preparatórios para a OAB. Subcordenadora da Comissão de Reforma Previdenciária e Secretária da Comissão de Estudos Previdenciários, ambas da OAB - Subseção Santos. Membro da Cátedra Sérgio Vieira  de Mello na Universidade Católica de Santos, projeto desenvolvido em parceria com o Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (ACNUR-ONU).

Expandir

Carla Caroline de Oliveira Silva

Defensora Pública do Estado de Sergipe, presidenta da Comissão de Trabalho de Enfrentamento à Desigualdade e ao Racismo Estrutural da Defensoria Pública do Estado de Sergipe, membro da Comissão da Mulher e da Comissão de Igualdade Étnico-Racial da Anadep, Coordenadora do Grupo de Trabalho Gênero, Raça e Etnia da Comissão de Direitos da Mulher da OAB/SE, co-idealizadora do Projeto Bruxas do Plenário. Especialista em Direito Público e mestranda em Direitos Humanos pela Universidade Tiradentes.

Expandir

Caroline Bispo

Advogada do Eixo de Segurança Pública da Redes da Maré, Co fundadora da Associação Elas Existem Mulheres Encarceradas, Vice Presidente da Comissão de Direito Socioeducação da OABRJ, Pós Graduada em Criminologia pela PUCRS e mãe da Maria Eduarda.

Christiany Pegorari Conte

Advogada. Mestre em Direito da Sociedade da Informacao pela FMU/SP. Doutoranda em Educacao pela PUC Campinas. Professora de Direito Penal e Processual Penal da PUC Campinas. Coautora da obra Crimes no meio ambiente digital, pela editora Saraiva. Vice presidente da Comissão de Direito Digital da OAB/SP

Cláudia Luna

Advogada atuante na garantia e defesa dos Direito das mulheres desde 1997, Especialista em Gênero e Violências pela Georgetown University,  Presidente da Elas por Elas Vozes e Ações das Mulheres e do MCTP - Movimento contra o Tráfico de Pessoas ,  membro do Conselho de Notáveis do ILADH - Instituto Latino Americano de Direitos Humanos , Membro da Diretoria Nacional da ABMCJ - Associação Brasileira de Mulheres de Carreira Jurídica,   integrante do Projeto Promotora Legais Populares de Geledes Instituto da Mulher Negra, do Coletivo Advogadas do Brasil,   da Abayomi Juristas Negras e da DEFEMDE - Rede Feminista de Juristas , Conselheira Secciona da OAB SP  e Presidente da Comissão da Mulher Advogada da OAB SP

Expandir

Dandara da Conceição Feitosa

Assistente Social pela UNIFESP - Campus Baixada Santista, Mestre em Saúde Pública pela Faculdade de Saúde Pública - USP,  e Doutoranda em Saúde Pública na Escola Nacional de Saúde Pública - FIOCRUZ. Pesquisa políticas sociais com enfoque na Saúde Pública. Possui experiência nas áreas de Medidas Socioeducativas. Atua na Prefeitura Municipal de Santos desde 2018 como operadora Social na Seção de  Acolhimento e Abrigo Provisório para Mulheres Vítimas de Violência.

Expandir

Domenique Goulart

Mestranda pelo Programa de Pós-Graduação em Ciências Criminais da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PPGCCRIM - PUCRS), bolsista CAPES stricto sensu. Graduou-se em Ciências Jurídicas e Sociais pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2019), onde foi cofundadora da GRITAM - Grupo Interdisciplinar de Trabalho e Assessoria para Mulheres, do Serviço de Assessoria Jurídica Universitária da UFRGS (2016-2017). É advogada e sócia da Themis - Gênero, Justiça e Direitos Humanos (2020). Atualmente integra o grupo de pesquisa 'Criminologia, Cultura Punitiva e Crítica Filosófica' (PUCRS), coordenado pelo Prof. Dr. Augusto Jobim do Amaral. Pesquisa as temáticas de gênero, feminismos, aborto e neoconservadorismo no Brasil.

Expandir

Elisa Costa Cruz

Doutora em direito civil pela Universidade Estadual do Rio de Janeiro. Professora na FGV Direito Rio. Defensora Pública no Rio de Janeiro.

Fernanda Dos Santos Sousa

Delegada de polícia, pós graduada em Processo Penal e em Direito do consumidor pela Unisantos e mestra em Direitos Difusos e coletivos pela Unimes.

Flávia de Oliveira Santos do Nascimento

Advogada inscrita na OAB/SP desde 1998. Especialista em Direito Empresarial pela Escola Paulista de Direito (EPD). Mestre em Direito pela Universidade Católica de Santos(Unisantos), com a dissertação Passivo Ambiental de Empresas em Regime de Insolvência. Professora de direito empresarial na graduação e pós-graduação da Unisantos. Coordenadora do Grupo de Estudos de Fashion Law e dos Seminários Abertos de Direito Contemporâneo da Universidade Católica de Santos. Pesquisadora e escritora nas áreas de direito empresarial e Fashionlaw. Presidente das Comissões da Mulher Advogada e de Fashionlaw da OAB Santos.

Expandir

Gabriela Manssur

Com mais de 20 anos de trabalhos dedicados à defesa dos dieritos das mulheres, é uma das vozes mais atuantes deste tema no Brasil. Idealizadora de vários projetose de políticas públicas de empoderamento feminino, igualdade, acesso à Justiça, preveção e combate à violência contra as mulheres, é Presidente do Instituto Justiça de Saia. É formada pela PUC/SP, mestranda em Direito Político e Econômico pelo Mackenzie e especialista em Violência Doméstica pela Universitá di Roma, na Itália. Promotora de Justiça desde 2003, atualmente é membra colaboradora na Ouvidoria das Mulheres do Conselho Nacional do Ministério Público; Coordenadora Geral da Comissão de Mulheres (CONAMP - Associação Nacional de Membros do Ministério Público); Diretora das Mulheres da Associação Paulista do Ministério Público; idealizadora do Movimento Nacional de Mulheres do Ministério Público e uma das integrantes do Grupo de Atuação Especial de Enfrentamento à Violência Doméstica do Ministério Público do Estado de São Paulo (GEVID). É professora na Pós Graduação de Direito Digital e Proteção de Dados, na EBRADE. Foi professora de Direito Digital no Insper. É integrante do Comitê Nacional Impulsionador ELES POR ELAS - HE FOR SHE - da ONU Mulheres. Coordenadora do GT de violência contra mulher da Virada Feminina. Durante a quarentena COVID-19, desenvolveu o projeto Justiceiras, 1º projeto de atendimento multidisciplinar online do Brasil, que já conta com mais de 3600 voluntárias e de 1700 mulheres vítimas de violência atendidas e participou de diversas lives, webinars, reuniões virtuais, cursos, entrevistas, lançamentos de projetos e de parcerias institucionais. Foi uma das finalistas do Prêmio Cláudia 2019 na categoria influenciadora digital e considerada pela Revista Forbes/2019 entre as 20 mulheres mais poderosas do Brasil.

Expandir

Gabriela Peixoto Ortega

Advogada, com atuação junto aos movimentos sociais. Pós graduada em Processo Civil (Faculdade Damásio). Integrante da Renap - Rede Nacional de Advogadas e advogados populares e uma das Coordenadoras das Promotoras Legais Populares na Baixada Santista.

Gabriela Sequeira Kermessi

Formada pela faculdade Anhanguera em 2014. Mãe, Advogada e Proprietária do escritório GSK Advocacia. Atuante e pesquisadora em Direitos das Mulheres/Violência de gênero. Pós graduada pela faculdade Legale com  Especialização e Habilitação para docência  em Direito de Família e Sucessões. Membro do Instituto Brasileiro de Direito de Família - IBDFAM. Palestrante, Professora, Militante e Ativista. Secretaria adjunta na Comissão da mulher advogada OAB/SP. Advogada Voluntária no Coletivo Empodere Maria. Professora no curso Promotoras Legais Populares em Guarulhos. Membro ativa no projeto Femijuris -Advocacia exercida por mulheres para mulheres. Coordenadora no GT Mulheres Negras do Movimento Mulheres com Direito. Membro da Comissão de Igualdade Racial OAB/SP.

Expandir

Isadora Brandão

É mestre e Doutoranda em Direitos Humanos pela Universidade de São Paulo (USP). É Defensora Pública do Estado de São Paulo e Coordenadora em exercício do Núcleo Especializado de Defesa da Diversidade e da Igualdade Racial. Tem experiência profissional em direito penal, execução penal, violência doméstica contra a mulher, legislação e políticas públicas antirracistas. Pesquisa nas áreas de Direito Constitucional, Direito Penal, Criminologia feminista, Direitos Humanos, Justiça Racial e Estudos Decoloniais.

Expandir

Julia dos Santos Drummond

Advogada, mestre em Direitos Humanos pela USP, autora do livro "Casamento e Mulheres Negras: leis versus demandas", publicado pela editora Letramento, assessora jurídica da Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo, membra da Rede Feminista de Juristas e da Comissão de Graduação, Pós Graduação e Pesquisa da OAB/SP.

Luana Malheiro

Cientista Social, especialista em saúde mental, mestra em Antropologia e Doutoranda em Ciências Sociais. É integrante da Rede Latinoamerica e Caribenha de Pessoas que usam drogas (Lanpud), da Rede Nacional de Feministas Antiproibicionostas (RENFA) e compõe a Secretaria Executiva da Plataforma Brasileira de Políticas sobre Drogas

Maria Fernanda Terra

Doutora em Medicina Preventiva (FMUSP), estudando Violência de Gênero e Saúde. Mestre em Saúde Coletiva pela EEUSP. Professora de Saúde Coletiva na FCM Santa Casa de SP. Coordenadora da pós graduação em Prevenção e Enfrentamento da Violência para a garantia dos Direitos Humanos (Santa Casa). Membra do núcleo de Direitos Humanos da FCMSCSP. Professora responsável pelo ambulatório de violência contra as mulheres no Projeto de extensão - PECA da FCMSCSP.

Expandir

Marina Ganzarolli

Advogada especialista em Compliance Cultural, Direito da Mulher e da Diversidade, atua com mulheres e LGBTs vítimas de violência há 13 anos. Idealizadora do MeToo Brasil. Mestra em Sociologia Jurídica pela Faculdade de Direito da USP - Universidade de São Paulo. Conselheira Estadual Titular e Presidenta da Comissão da Diversidade Sexual e de Gênero da OAB-SP. Pesquisadora do Núcleo Direito e Democracia do CEBRAP (Centro Brasileiro de Análise e Planejamento). Diretora Secretária do GADvS (Grupo de Advogados pela Diversidade Sexual e de Gênero). Diretora Secretária da ABMLBT (Associação Brasileira de Mulheres Lésbicas, Bissexuais, Travestis e Transsexuais). Assessora especial para Direito LGBT da ABMCJ-SP (Associação Brasileira das Mulheres de Carreiras Jurídicas). Membra da Rede de Mulheres LBTQ. Cofundadora da deFEMde - Rede Feminista de Juristas e do Coletivo Feminista Dandara do Direito-USP, primeiro coletivo feminista em uma faculdade de direito do Brasil, fundado em 2007. Indicada em agosto de 2019 ao voto popular de liderança feminina do CEBDS (Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável). Foi bolsista do MEC pelo programa PET Sociologia Jurídica, o primeiro PET (Programa de Educação Tutorial) do Brasil e de IC (Iniciação Científica, sobre a Representação da Vítima na aplicação da Lei Maria da Penha) pela FAPESP, da DAAD (Serviço Alemão de Intercambio Acadêmico) em Fundamentos do Direito Alemão na Ludwig-Maximilians-Universität em Munique, Alemanha (graduação sanduíche), e do Programa STUDENT LEADERS do U.S. Department of State na State University of Tennessee (UT) em Knoxville, EUA. Foi conselheira municipal (2013) nos conselhos: Conselho Municipal da Criança e do Adolescente (CMDCA/SP), Conselho Municipal de Assistência Social (COMAS/SP), Conselho Municipal de Drogas e Álcool (COMUDA/SP), todos do município de São Paulo. Foi assessora de gabinete na Secretaria Municipal de Negócios Jurídicos da Prefeitura de São Paulo (2013) e assessora de gabinete no Tribunal de Contas do Município (TCM-SP) (2014-2016).

Expandir

Mel Gallo

Bacharel em Comunicação Social - Jornalismo, pela Universidade de Brasília (UnB). Jornalista especializada na cobertura de política, direitos humanos e gênero. Atualmente, é mestranda em Ciências Humanas e Sociais na Universidade Federal do ABC (UFABC), pela linha de pesquisa Cultura, Comunicação e Dinâmica Social e integrante do grupo de pesquisa RESISTÊNCIAS: Controle social, memória e interseccionalidades. É promotora legal popular e integra a coordenação da 3ª Turma de Promotoras Legais Populares de Santos, além de atuar na Frente Pela Legalização do Aborto da Baixada Santista. 

Expandir

Michelle Karen Batista dos Santos

Mestra e Doutoranda em Ciências Criminais pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, com bolsa de estudo integral concedida pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). Especialista em Ciências Penais pela PUCRS. Coordenadora Adjunta Estadual do Instituto Brasileiro de Ciências Criminais (IBCCRIM) no Rio Grande do Sul. Coordenadora do Grupo de Estudos em Direito e Criminologia da Escola Superior de Advocacia (ESA/OAB-RS). Coordenadora do Grupo de Estudos em Ciências Criminais e Direitos Humanos do IBCCRIM-RS. Integrante do Grupo de Pesquisa em Políticas Públicas de Segurança e Administração da Justiça Penal (GPESC/PUCRS). Consultora da Comissão de Justiça Restaurativa da OAB-SP. Colaboradora do Canal Justiça Restaurativa Crítica no YouTube. Professora da Especialização em Direito Penal e Processual Penal do Centro Universitário Ritter dos Reis (UniRitter-RS).

Expandir

Rosilandy Lapa

Doutoranda em Direito Ambiental Internacional, Mestra em Direito Internacional e Bacharela em Relações Internacionais pela Universidade Católica de Santos. Pesquisadora na área do Direito Internacional, publicou artigos e capítulos de livros com foco em Direitos Humanos, Migrações Forçadas e Apatridia, é certificada em Researching Country Of Origin Information (COI) pela Austrian Centre for Country of Origin & Asylum Research and Documentation, ACCORD- Austria. Consultora acadêmica com experiência em metodologia de pesquisa, elaboração de relatórios técnicos e projetos para editais das agências de fomento. Integra os grupos de pesquisa 1. Comunicação e Cidadania; 2. Regimes e Tutelas Constitucionais, Ambientais e Internacionais; 3. Kula: Laboratório Interdisciplinar de Estudos sobre processos migratórios internacionais. Membro da Cátedra Sérgio Vieira de Mello (UniSantos).

Expandir

Rute Alonso

Advogada formada pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Participa da União de Mulheres do município de São Paulo desde 2010 (Presidenta 2015-2016/2017-2018). Co-Coordenadora do projeto Promotoras Legais Populares. Coordenou o Centro de Defesa e Convivência de Mulheres Helena Vitoria em São Paulo (2016-2020). Participa da Comissão das Redes de Enfrentamento à Violência contra as Mulheres de São Paulo e foi Conselheira LGBTI do município (2013-2014) e Conselheira do Conselho Consultivo da Ouvidoria da Defensoria Pública do Estado de São Paulo (2015-2016/2017-2018). Atua diretamente na busca pela igualdade de direitos, através da participação em diversas frentes de enfrentamento aos vários tipos de violência, especialmente contra as mulheres, analisando e propondo o aprimoramento das políticas públicas e acesso a direitos.

Expandir

Samantha Fonseca Steil Santos e Mello

Possui graduação em Direito pela Universidade Metropolitana de Santos (2007). Possui pós graduação lato sensu em Direito material e processual do Trabalho pela Universidade Anhanguera (2013). É docente nas cadeiras de Processo do Trabalho e Preparação para Carreiras Jurídicas na ESAMC Santos (desde 2017). Professora do CEI - Círculo de Estudos pela Internet - curso preparatório para a Magistratura do trabalho e Ministério Público do Trabalho. É Juíza do Trabalho Substituta no TRT/2.

Expandir

Thais Oliva

Mestra em Direito da saúde pela Universidade Santa Cecília (UNISANTA) - Santos/SP. Especialista em Direito Processual Civil pela Universidade Presbiteriana Mackenzie - São Paulo/SP. Pesquisadora do Grupo de Pesquisa CNPQ/ UNISANTA - Direitos Humanos, Desenvolvimento Sustentável e Tutela Jurídica da Saúde. Advogada. Professora titular de Direito Processo Civil e Supervisora do Núcleo de Prática Jurídica da Faculdade Bertioga.

Thais Périco

mãe, Advogada atuante pelos direitos humanos das mulheres, fundadora do primeiro escritório de advocacia para mulheres da Baixada  Santista, cofundadora e gestora do núcleo jurídico da ONG Hella, pós graduanda em educação em direitos humanos pela Universidade Federal do ABC, membra da Comissão da Mulher Advogada da OAB Santos e membra da Rede Feminista de Juristas.

Thayná Yaredi

advogada com pós graduação em Direitos Fundamentais pela Universidade de Coimbra e mestranda em Ciências Humanas e Sociais (Universidade Federal do ABC/UFABC). É assessora de projetos da Conectas e colaboradora dos coletivos Me Representa e TretAqui.

Faça sua inscrição